segunda-feira, 22 de agosto de 2016

A mágica da arrumação

Você já ouviu falar sobre Marie Kondo, uma japonesa, consultora em organização e que hoje é considerada “guru” da organização?
Caso não tenha lido, você provavelmente já viu um livro com capa azul turquesa A mágica da arrumação” na livraria ou até na prateleira do supermercado. Este livro desencadeou uma mania de organização pelo Japão e pelo resto do mundo. Confira as melhores dicas do livro e comece a organizar agora!


1. Aprenda a organizar
Organizar e arrumar não é são mesma coisa. Você precisa aprender a organizar, isso inclui descarte, categorização e definir um local para cada coisa em sua casa.

2. Organize de uma só vez
Organizar um pouco a cada dia pode ser uma cilada e você corre o risco de passar o resto da vida organizando sua casa, portanto se programe e faça da organização um evento. Separe alguns dias da sua agenda, tire férias ou peça alguns dias de afastamento no trabalho e foque na organização casa.

3. Fique somente com o que te faz feliz
Comece com o descarte e coloque sua mão nos objetos. Isso mesmo! Coloque suas mãos em tudo que você possui e pergunte se cada uns dos itens te dá alegria. Se o objeto em questão não faz isso acontecer, agradeça pelo objeto ter sido útil e livre-se dele doando ou descartando conforme o bom senso.

4. Organize por categoria
Erro comum é querer organizar os objetos por local de uso, o problema está em espalhar esses objetos pela casa. Kondo aconselha a organizar por categoria e não por cômodo. Reúna todos os itens semelhantes no mesmo local como livros, fotos, roupas, louça, etc.

5. Escolha um lugar para cada coisa
A importância de designar um lugar específico para guardar os objetos é que haverá locais determinados para acomodar todas as suas coisas e isso manterá sua casa sempre organizada.

6. Comece pelas roupas
Marie Kondo recomenda a começar com roupas, já que é menos emocionalmente carregado do que livros e outros objetos de apelo sentimental. Depois de descartar as roupas você pode avançar para os livros, papelada, itens variados até chegar aos objetos sentimentais como presentes e lembranças.

7. Livre-se das roupas de usar em casa
Na hora do descarte não tenha dó de se desfazer de roupas que você não gosta, ou com as quais não se sente confortável para sair, só porque ganhou de alguém ou pagou um bom preço por elas. Pois essas roupas de alguma forma prejudicam sua auto estima. Separe para doação tudo o que não te faz feliz.

8. Dobre do jeito certo
A técnica da dobra vertical de Marie Kondo torna tudo fácil de organizar e difícil de bagunçar. Dobrando dessa forma, suas roupas ficam alinhadas em fileira. Kondo sugere o uso de caixas de sapatos como divisores de gaveta, caixas menores são perfeitas para lenços e roupa íntima, uma caixa profunda pode organizar seus pijamas dentro de uma gaveta  e assim por diante.
9. Faça as pazes com seu armário
É por isso que as pessoas adoram o método KonMari. Uma vez que você limpou a desordem e descartou, suas roupas agora tem espaço para respirar e você consegue se vestir com tranquilidade todas as manhãs.

10. Não compre organizadores
Kondo aconselha usar para organizar o que já tem em casa como gavetas e caixas. Você pode usar caixas bonitas ou encapar caixas de sapato. Ela também recomenda dobrar suas roupas, ao invés de pendurá-las.

11. Se você não precisa de algo sua família também não
Quando fizer o descarte, evite ao máximo separar parte da sua tralha para “doar” para sua família e destinar roupas para a irmã mais nova, mobília para a casa dos pais e outras lembranças para tios ou primos. Você estará simplesmente transferindo o problema. Doe para pessoas realmente necessitadas.

12. Dinheiro miúdo dentro da carteira
A maioria de nós negligência as moedas recebidas como troco, homens sempre deixam as moedas na superfície de algum móvel da casa e mulheres acabam esquecendo as modinhas no fundo da bolsa. O fato é que moeda também é dinheiro e deve ir para a carteira para ser usado e não ficar parado dentro de alguma gaveta ou no fundo da bolsa. Cultive o hábito de utilizar suas moedas sempre.

13. Nunca empilhe as suas coisas
Empilhar as coisas é desperdício de tempo, então sempre que possível organize as coisas na vertical. Se você tiver roupas empilhadas, as roupas que estão na parte de baixo ficarão esquecidas e serão menos usadas. Faça isso também com alimentos, roupas, documentos, livros e tudo que for possível organizar na vertical.

14. Descarte os livros nunca lidos
Pare de arranjar uma desculpa para livros não lidos, encare a verdade de que você nunca irá lê-los e descarte sem dó.

15. Komono
Komono é a expressão em japonês para pequenos objetos. Não guarde pequenos objeto “porque sim”, isso deixará sua casa cheia de quinquilharia, reflita sobre a razão de estar guardando cada objeto e sempre se pergunte se ele te trás alegria!

16. Presentes não são coisas
Sabe aquele presente que você ganhou e ainda está na caixa, mas você não tem coragem de se desfazer? Marie Kondo ensina que a verdadeira função de um presente é ser recebido, presentes não são coisas e sim um meio de transmitir o sentimento de alguém. Com essas perspectiva em mente não existe motivo para se sentir culpado em jogar um presente fora.

17. Valorize o que você tem e seja grato
Expresse gratidão pelos objetos que você tem e cuide bem deles. Cuidar das nossas coisas com carinho é a melhor maneira de ser grato.

18. Aprenda que você pode viver sem
Descartar objetos que não te dão alegria, não farão falta no seu dia a dia. Viver com menos te fará mais feliz.

19. A vida só começa depois que você põe sua casa em ordem
Organizar a casa não é uma necessidade básica, mas a bagunça interfere de maneira significativa em nossas vidas. Organizar incentiva a mudar a sua situação atual, recomeçar, mudar estilo de vida e te faz mais feliz.

20. A organização aumenta sua sorte
Ao colocar a casa em ordem, passamos a ficar cercados apenas daquilo que realmente importa, certamente aumenta suas chances de sucesso. Você dúvida?




segunda-feira, 25 de julho de 2016

terça-feira, 28 de junho de 2016